25 de agosto de 2010

Como está o elenco do seriado CHAVES atualmente?

Quem não adorava se jogar no sofá todos os dias e dar muita risada assistindo o seriado que mais marcou a infância de muitas gerações. Chaves foi o seriado mais assistido no Brasil e deixa muitas saudades... Ainda está sendo exibido no SBT para quem quiser relembrar um pouco o passado...

Florinda Meza (Dona Florinda)


A esposa do mestre Chespirito nasceu em 8 de fevereiro de 1948. Sempre atuando ao lado de seu marido, Florinda Meza já escreveu algumas novelas e atuou em outras. Também é diretora de TV. Algumas das novelas que Florinda Meza escreveu são: "La dueña", "Milagro y magia" e "Alguna vez tendremos alas". Um fato curioso na vida de Florinda foi o de ela já ter tido um caso com Carlos Villagrán, que interpretava o Quico, antes de se casar com Chespirito. Dizem que graças a ela, Roberto Gómez Bolaños e Carlos Villagrán deixaram de se falar e não mantiveram nenhum contato por 20 anos, até se encontrarem novamente numa homenagem feita pela emissora Televisa ao mestre Chespirito. A causa disso pode ser mero "ti-ti-ti", mas Chespirito e Villagrán realmente não se falaram, nem sequer se viram por duas décadas. Hoje em dia, Florinda Meza vive no México com seu marido e ainda é atriz, mas se dedica mais à família e aos seus seis filhos.

Roberto Gómez Bolaños (Chaves)



Roberto Gómez Bolaños, também conhecido como Chespirito é um escritor, ator, comediante e compositor mexicano.
Gómez ficou conhecido mundialmente pelos seus personagens “El Chavo del Ocho” e “El Chapulin Colorado”. é sobrinho do ex-presidente mexicano Gustavo Díaz Ordaz Bolaños .
Chegou a se formar em engenharia, tentando também a carreira de jogador de futebol, mas acabou demonstrando talento para trabalhar escrevendo roteiros, primeiramente para rádio e depois para TV, onde também se tornou ator e diretor.
Depois de 27 anos convivendo juntos, Roberto Gómez Bolaños casou-se com Florinda Meza, a atriz que interpretava a Dona Florinda, no dia 19 de novembro de 2004, num restaurante da Cidade do México.Em 2000, a rede de televisão mexicana Televisa homenageou todo o elenco dos seriados Chaves e Chapolin com o programa “No Contabam com mi astúcia”, ano em que o seriado completava 30 anos.



Edgar Vívar (Senhor Barriga)


Edgar Vivar é sócio do Centro Universitário de Teatro e entre as obras em que participou estão "Marcelino pan y vino" e "En Roma el amor es broma". Depois, participou da zarzuela "Luisa Fernanda". Para quem não sabe, zarzuela é uma obra musical e dramática especificamente espanhola, com declamação e canto. Com esta zarzuela, Edgar Vivar fez uma turnê por Miami, Boston e outros lugares dos Estados Unidos. Vivar iniciou sua carreira em 1964 e, em 1970, foi convidado por Roberto Gómez Bolaños para participar de seus seriados. Edgar teve vários problemas cardíacos e por causa deles teve que se afastar do trabalho. Hoje em dia, também tem um circo, assim como outros ex-atores das séries.

María Antonieta delas Nieves (Chiquinha)


A menina esperta filha de Seu Madruga nasceu no ano de 1950. Era a mais jovem do elenco dos seriados "Chaves", "Chapolin" e "Chaveco". María Antonieta de las Nieves sonhava ser uma das mais reconhecidas atrizes dramáticas do México, mas quando Chespirito a convidou para integrar o elenco de "Chaves", seus planos mudaram por completo. Sua primeira experiência como atriz foi ao lado de Chespirito. Este a chamou para seus programas quando se encantou por sua bela voz, pois María trabalhava como dubladora no México. Na época de gravações dos seriados, María tinha em média 25 anos. Em algum momento de sua vida, María Antonieta pensou em ser vedete. Hoje em dia, de las Nieves tem um circo e se apresenta como a personagem Chiquinha. Também teve um programa solo na Televisa, onde interpreta a personagem que a consagrou.

Rubén Aguirre(Prof. Girafales)


Nasceu em 1934. Rubén era um alto executivo da Televisa (emissora de tevê do México) até ser convidado para participar dos programas feitos por Chespirito. Ao começar a gravar "Chaves", ganhou carreira internacional e ficou rico. Aguirre já foi apresentador de TV, toureiro e narrador de touradas. Percebe-se que, assim como a comédia, a tourada é outra de suas paixões. Hoje em dia, Rubén Aguirre também é proprietário de um circo e realiza suas apresentações na Cidade do México.

Carlos Villagrán (Kiko)




No vilarejo aonde vivia, a sua família era a mais pobre de todas, pra se ter idéia Carlos Villagrán na sua infância nunca havia dormido em um colchão.Ele é conhecido como Pirolo, pois antes de atuar em Chaves, tinha um personagem com esse nome. Ainda antes de viver o Pirolo, Villagrán foi fotógrafo profissional de vários jornais conceituados do México. Seu sonho era ser comediante ou jogador de futebol. Felizmente, a convite de Rubén Aguirre, Carlos Villagrán deixou a fotografia aos 23 anos e começou a viver Quico, personagem que já interpretava no teatro.No ano de 1979, Carlos Villagrán deixou o elenco de Chaves e foi trabalhar na Venezuela. Lá fez o programa Federrico, que não fez muito sucesso. No México, fez Ah que Kiko e, no Chile, O circo de monsieur Cachetón e Kiko botones.Diz Carlos Villagran que ele deixou o elenco de Chaves e Chapolin porque seu personagem Quico estava ganhando muita popularidade e ele estava sendo convidado para gravar discos e comerciais. Por isso quiseram diminuir a participação dele nos seriados e ele não aceitou. Mas isto é o que ele diz. Numa entrevista, Chespirito disse que Carlos Villagran o falou que queria tentar carreira solo e Bolaños disse que tudo bem, mas se ele quisesse voltar ao Chaves, todos o receberiam de braços abertos. Carlos Villagrán  já teve um caso com Florinda Meza antes de esta se casar com Chespirito. Ficou 20 anos sem se falar e nem sequer ver Roberto Bolaños, até que encontrou-se com este num especial da Televisa em homenagem ao comediante realizado no dia 1º de Abril de 2000. Fizeram as pazes? Aparentemente, sim.
Atualmente, Carlos vive na Argentina e estão em atividade com seu circo “El circo de Kiko”, que inclusive jáveio ao Brasil e fez uma entrevista com o Jô Soares quando o mesmo ainda trabalhava no SBT. Ele vive com sua esposa e com seus seis filhos.

Ramón Valdez (Seu Madruga)


Ramón Valdez, interpreta um dos mais queridos personagens já criados por Chespirito: o trambiqueiro "Seu Madruga". Nasceu em 1923 na Cidade do México, e infelizmente veio a falecer em 1988 com câncer pulmonar, devido ao fumo em excesso. Valdez foi casado 3 vezes e teve 10 filhos com suas respectivas esposas. Antes de atuar com Chespirito nos seriados "El Chavo del 8" (Chaves) e "El Chapulín Colorado" (Chapolin), Ramon fez vários filmes ao lado de seu irmão Germán "Tin-Tan" Valdéz, que também era comediante. Alguns dos filmes em que Ramón Valdéz participou são: "Calabacitas tiernas" (1948), "El rey del barrio" (1949), "Soy Charro de Levita" (1949), "La marca del Zorrillo" (1950), "Fuerte, audaz y valiente" (1960) e "El capitán Mantarraya" (1969), além de também ter atuado em novelas, como "Lupita" (exibida no Brasil pelo SBT há muitos anos).

Angelines Fernandez (Dona Clotilde)


Nasceu dia 30 de julho de 1924 na cidade de Madri, na Espanha. Faleceu em 1994, com câncer no pulmão, devido ao fumo em excesso. Seu corpo descansa em Mausoleos del Ángel, no México. Angelines Fernández chegou ao México no ano de 1947 e foi pioneira do cinema daquele país. Chegou a trabalhar nos filmes dos comediantes mexicanos Cantinflas e Arturo de Córdovas, mas a personagem que a consagrou foi mesmo a Dona Clotilde, que interpretou brilhantemente por mais de 23 anos. Sua melhor amiga foi María Antonieta delas Nieves (Chiquinha). Por mais incrível que pareça, Angelines, em sua juventude, foi considerada uma das mulheres mais bonitas do México.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...